História e origem da tatuagem – Tattoo maori, polinésia e tailandesa

Não é possível determinar o início da prática e técnica da tatuagem no ser humano, mas os indícios arqueológicos encontrados em corpos mumificados de pelo menos 5.000 anos dão uma ideia do valor ritualístico da tatuagem nos povos que viviam na antiguidade. Indícios de pigmentação em múmias encontradas no Egito, datadas entre 4.000 e 2000 antes de Cristo, foram encontradas principalmente entre as múmias femininas na região abdominal, sendo provavelmente uma evocação à fertilidade.

Desenhos de tattoo maori. (6)

Nesta mesma época, povos nativos da Nova Zelândia, Polinésia e Tailândia, entre outros oriundos da região do Oceano Índico, usavam a tatuagem para determinar ritos de passagem (adolescência, idade adulta), status sociais, ornamentos estéticos, religiosos ou de guerra, entre diversas interpretações inerentes a cada cultura.

A tatuagem no mundo moderno

Banida pela Igreja Católica no primeiro século depois de Cristo, a tatuagem sobreviveu de maneira clandestina na Europa, principalmente como estigma por identificar pretensos pagãos e criminosos, mas continuou na Ásia sem os empecilhos morais impostos pelas autoridades cristãs. No século XVIII, o navegador inglês James Cook entrou em contato com nativos australianos e neozelandezes, os maori, e suas tatuagens rituais e sociais feitas no corpo e rosto. Os nativos chamavam a arte pelo nome onomatopaico de “tatau”, ruído provocado pela batida dada no osso fino que introduzia a tinta na epiderme. James Cook adaptou o nome para tattoo, fonte etimológica do nome da técnica hoje conhecida e reconhecida no mundo todo.

Evolução da tatuagem

Hoje em dia, ao invés dos ossos com pontas finas, usam-se aparelhos elétricos de tatuagem com agulhas feitas de aço cirúrgico e/ou inoxidável, esterilizável ou descartável. As tintas oriundas das árvores e pedras deram lugar a pigmentos minerais, e a qualidade das tintas escolhidas pelo tatuador determina tanto a forma quanto o tom, que devem ser muito bem realizados.

A depilação da pele a ser tatuada deve ser feita no próprio estúdio de tatuagem e feito com lâminas bem afiadas e descartáveis. Os nativos maoris, tailandeses e demais povos indígenas não tinham a preocupação de eliminar os pelos porque eles são naturalmente desprovidos deles.

Cuidados básicos com a tattoo

  • Todo o procedimento de tatuagem deve se preocupar com a higiene. O tatuador deve sempre usar luvas e máscaras para evitar prováveis contaminações.
  • O ambiente a ser usado na tatuagem precisa ser esterilizado com cuidado, para garantir a saúde tanto de quem tatua quanto de quem será tatuado. O uso de álcool é obrigatório.
  • No caso de uso de agulhas e ponteiras esterilizáveis, elas devem ser limpas pelo método de ultrassom e esterilizados em estufa que atinja uma temperatura igual ou maior do que 180º C.
  • Caso a escolha seja pelo uso de insumos de aço inoxidável, que eles sejam descartáveis e imediatamente descartados após o uso em um cliente, evitando assim possíveis transmissões de doenças como hepatite, tuberculose e AIDS, entre outras.

A polêmica sobre a tatuagem tailandesa

No ano passado, o governo da Tailândia decidiu orientar os famosos estúdios de tatuagem tailandesa a não fazer tatuagens com motivos budistas em estrangeiros que não seguem os preceitos da religião por considerar isso uma “prática ofensiva” ao budismo. As formas geométricas da tatuagem tailandesa atraíram um séquito de turistas ávidos por tatuar os belos desenhos, mas muitos tailandeses consideraram uma ofensa a Buda o uso ornamental de símbolos considerados sagrados. Apesar de não ser oficialmente proibida a confecção das tatuagens simbólicas em turistas estrangeiros, as autoridades da Tailândia querem contar com o apoio dos estúdios de tatuagem para não fazer os desenhos em quem não sabe o significado religioso deles.

Galeria de fotos de tatuagem e desenhos de tattoo Maori